Arte Extrema 0056

sábado, 18 de outubro de 2014

Entrevista - Suffocation


No dia 7 de dezembro, o apocalipse chega ao Brasil com mais uma edição do Extreme Hate Festival, que será realizado em São Paulo, no Tropical Club (rua Butantã, 336). As bandas convidadas são Watain, Cryptopsy, Belphegor, Chaos Synopsis e a Suffocation, que participou da edição do evento ano passado.

Acompanhe uma entrevista com o baixista Derek Boyer, da Suffocation, concedida a Andre Smirnoff, realizada por meio da assessoria de imprensa X-PressON!!!


Algumas pessoas acreditam que o Death Metal tem muitas músicas iguais, onde a técnica ou o peso são mais importantes do que a criatividade, mas vemos no Suffocation sempre um elemento ou outro que “quebra” essa afirmação. Como manter a inovação musical em um estilo sonoro que tende a produzir músicas muito parecidas?
Derek Boyer: Nós tentamos não ser repetitivos quando escrevemos, mantendo as coisas novas. Nós sempre tentamos trazer algo novo para o nosso som, sem perder de vista os elementos centrais do que fazemos com o Suffocation.


Mais importante é a técnica ou peso nas composições do Suffocation?
Derek Boyer: Para escrever uma música no Suffocation, exige uma certa técnica, a capacidade de obter os valores para sincopar dos instrumentos é muito importante. Nós escrevemos seções Slam pesadas ​​acompanhados por partes rápidas para transpor os obstáculos. 



 
Algumas pessoas acham que vocês são uma banda de Technical Brutal Death Metal, mas na opinião de vocês, qual o estilo do Suffocation?

Derek Boyer: Nós somos definitivamente uma banda técnica brutal, mas não era a intenção de ser apenas brutal ou técnica. Este estilo era algo que vem natural para a banda. 
 


No álbum "Pinnacle of Bedlam", vocês mesclaram alguns dos riffs mais pesados dos últimos anos, como de "Purgatorial Punishment", a arranjos muito bem elaborados, como de "Sullen Days". Vocês podem comentar um pouco sobre o processo de produção do álbum?
Derek Boyer: Nós compusemos todo o material sentados com nossas guitarras no conforto de nossas casas, então nós começamos a trabalhar na velocidade do material. Em seguida, entramos no estúdio e trabalhamos nossos sons e começamos a colocar as faixas, e depois finalizamos a mixagem. 
 

Vocês se consideram uma banda de palco ou de estúdio?
Derek Boyer: Nós somos definitivamente uma banda ao vivo, sentindo a energia dos outros músicos no palco e conhecer o seu papel é o que nós somos tudo. O estúdio tornou-se cada vez mais como uma segunda casa com o passar do tempo, mas nós definitivamente somos uma banda ao vivo.

Fale um pouco sobre o processo de composição da banda.
Derek Boyer: Como eu disse antes, começamos em casa e trabalhamos as ideias um do outro até que algo começa a tomar forma. Em seguida, começamos a pré-produção, onde gravamos nós mesmos em nossos estúdios caseiros para criar uma demonstração para mostrar os outros músicos da banda. Uma vez que a seção de cordas completou algumas seções ou uma música completa é que passamos para o baterista para que ele possa criar suas parte. Os vocais são normalmente o último elemento que adicionar a música. 



Como o Suffocation faz para continuar quebrando cabeças mesmo depois de mais de 20 anos de Metal Extremo?
Derek Boyer: É só o que fazemos (risos)! É normal para nós a compor música que causará esmagamento; ele só é natural para nós. 



Foram quatro anos entre o “Blood Oath” e o “Pinnacle of Bedlam”. Já existem planos para um próximo álbum ou precisaremos esperar mais um tempo até o próximo trabalho do Suffocation?
Derek Boyer: Sim, nós temos um monte de material pronto para o próximo registro. 2015 provavelmente será o ano do próximo lançamento. 

O peso e a agressividade sempre marcaram o trabalho do Suffocation, mas parece que em “Pinnacle of Bedlam” vimos uma banda ainda mais extrema. A que vocês atribuem o peso desse último trabalho?
Derek Boyer: Cada registro parece ser um pouco diferente dependendo de como estamos nos sentindo no momento. Acabamos de escrever o que parece natural para nós, no momento que compomos.

Vocês ouviram ou conhecem alguma nova banda de Death Metal que recomendam ou vêm potencial no trabalho?
Derek Boyer: Há sempre grandes bandas novas que saem a cada ano. Nós realmente não ouvimos um monte de coisas novas, mas de vez em quando ouvimos bandas realmente boas que mostram a sua capacidade! 



Que dica vocês dariam para alguém que decide seguir este tortuoso caminho do Metal extremo?
Derek Boyer: Eu sempre digo aos jovens músicos para fazerem o que é realmente o que eles querem fazer com suas vidas. Nem sempre é fácil fazer o que fazemos, mas se você ama o que faz, você vai colher os frutos com o tempo. 



Alguma mensagem para os fãs brasileiros que estão ansiosos por ver a banda ao vivo?

Derek Boyer: Sim, definitivamente! Aguardamos ansiosamente a nossa chegada ao Brasil e estamos ansiosos para detonar junto com os fãs brasileiros !!!!


Claustrofobia revela título de aguardado DVD


Respeito se conquista na estrada e lançando materiais dignos de cinco estrelas. Este é um dos grandes exemplos que o Claustrofobia tem proporcionado ao cenário do heavy metal nacional.

Comemorando duas décadas de estrada, Marcus D´Angelo (vocal/guitarra), Alexandre de Orio (guitarra), Daniel Bonfogo (baixo) e Caio D´Angelo (bateria) estão prestes a lançar o tão aguardado primeiro DVD na carreira.

Batizado de “Visceral”, o registro é uma espécie de compilação de toda a trajetória da banda até os dias de hoje, reunindo uma enorme gama de cenas das principais apresentações e jamais divulgadas durante todo este tempo. A expectativa é que este DVD seja lançado ainda este ano. Mais novidades devem ser reveladas nos próximos dias. 

Paralelamente, o quarteto também está trabalhando na pós-produção de um disco de inéditas, que foi gravado no Norcal Studios, em São Paulo. Durante duas semanas, os músicos ficaram trancafiados na companhia do renomado produtor inglês Russ Russel, famoso por já ter trabalhado ao lado de nomes como Napalm Death, Dimmu Borgir, Exploited, Lock Up, New Model Army, entre outros. Ele veio exclusivamente ao país para atender aos músicos e agora vai mixar e masterizar todas as músicas na Inglaterra. Este trabalho ainda não tem previsão de lançamento.

Considerada um dos principais grupos do metal brasileiro, a banda Claustrofobia iniciou suas atividades em 1994 em Leme, interior paulista, e mantém a mesma formação desde 1996. Já dividiram o palco com grupos consagrados, como Sepultura, Raimundos, Destruction, Napalm Death, Krisiun, Brujeria, In Flames, Ratos de Porão, Paul Di’Anno, Soulfly e Edy Rock e KL Jay (Racionais MC’s). Disco após disco, show após show, o grupo cresceu e tem desenvolvido uma legião fiel de fãs, que faz questão de mostrar a paixão que sente pelo grupo.

Confira o videoclipe para “Bastardos do Brasil”: https://www.youtube.com/watch?v=N9q6B7R5dZo

Produtores interessados em contratar o espetáculo do Claustrofobia devem entrar em contato através do e-mail contato@claustrofobia.com.br.

Links relacionados:
http://www.claustrofobia.com.br
https://www.facebook.com/claustrofobiaofficial
http://www.viabilizamusic.com.br
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR
http://www.voicemusic.com.br

Altars of Madness Festival


sexta-feira, 17 de outubro de 2014

DeathKando - Nóia (com Thales Gory - MxDxKx)


https://www.youtube.com/watch?v=7lOj6hRzGq4

Sufocation Of Soul: entrevista diretamente do estúdios do Heavy Metal On Line

Os baianos do Sufocation of Soul concedem entrevista no estúdio do programa Heavy Metal On Line, onde Clinger Carlos abordou doversos temas, incluindo a longa Tour 2014 da banda. 





Por Clinger Carlos

Chegamos ao #49, muita coisa aconteceu no passar deste ano e continuamos com muitos materiais arquivados para colocar no ar, alguns demoram mais outros menos, sempre fazemos uma mesclagem das bandas que estão nos programas. Sem centralizar nossos programas em determinados estilos no metal, sempre tentando mesclar as bandas dos diferentes estilos.

Mas neste programa temos duas bandas de Thrash Metal que estão botando pra quebrar Brasil afora, literalmente. Uma delas é o Suffocation of Soul que está realizando uma longa tour pelo Brasil, outra o Jackdevil, que vem ganhando a cada dia mais espaço junto as principais bandas do metal nacional. Outro grande destaque ficou por conta das bandas Amazarak, entrevistada por nosso colaborador Alex Chagas, e o Descerebration, banda séria, comprometida com os ideais de seu estilo.




Assista a entrevista completa:








HMOL: www.heavymetal-online.blogspot.com.br/

Apoio: www.blacklegionprod.com

Krisiun lança novo videoclipe e anuncia espetacular tour internacional


Banda também já está produzindo composições para um novo disco - foto: Flavio Hopp

Não há limites, muito menos barreiras na carreira do Krisiun! Reconhecido como um dos principais expoentes da música brasileira no exterior, o grupo já está se preparando para mais uma longa e importante turnê internacional.

Com 24 anos de estrada, Alex Camargo (vocal/baixo), Moyses Kolesne (guitarra) e Max Kolesne (bateria) não se cansam quando o assunto é conquistar novos territórios. O power trio acaba de confirmar uma importante série de apresentações que passarão, pela primeira vez, por diversas cidades do Japão, Nova Zelândia, Austrália e Emirados Árabes, além de encabeçar dois grandes festivais na Colômbia.

Confira todas as novas datas que seguem promovendo o aclamado álbum “The Great Execution” abaixo:
18/10 – Rock Festival Edição Halloween – Uberlândia/MG
25/10 – Baal Metal Fest – Bogotá, Colômbia
26/10 – Festival Internacional Ibagué – Ibagué, Colômbia
31/10 – Aquarius Rock Bar – São Paulo, Brasil
06/11 – Nanba Rockets – Osaka, Japão
07/11 – Imaike club3star – Nagoya, Japão
08/11 – Shibuya Cyclone - Tokyo, Japão
09/11 – Shibuya Cyclone – Tokyo, Japão
12/11 – Amplifier – Perth, Austrália
13/11 – Crowbar – Brisbane, Austrália
14/11 – The Bald Faced Stag – Sydney, Austrália
15/11 – Bendigo Hotel – Melbourne, Austrália
16/11 – Valhalla – Wellington, Nova Zelândia
17/11 – Kings Arms – Auckland, Nova Zelândia
18/11 – Ding Dong – Melbourne, Austrália
22/11 – The Music Room – Dubai, Emirados Árabes
06/12 – Pioneiros Pub – Porto Velho/RO
07/12 – Tatau Show Clube – Manaus/AM

Aproveitando este grande momento, o Krisiun recentemente lançou o videoclipe produzido para a música “Blood of Lions”. O material é composto por imagens dos mais diversos importantes festivais do mundo, incluindo o Rock in Rio, assim como outros que evidenciam a energia do grupo ao vivo. Assista em http://youtu.be/liaSRd_Aw0o.

Além disso, a banda anuncia que já começou a trabalhar em um novo álbum, que deve ser lançado no ano que vem. “Já temos oito músicas prontas, mas ainda estamos compondo outras e, desde já adianto que estamos extremamente satisfeitos com os resultados”, declarou Moyses Kolesne.


Links relacionados:
https://www.facebook.com/krisiun.official
https://www.facebook.com/UltimateMusicPR
https://www.facebook.com/agenciasobcontrole